TROCANDO EM MIÚDOS - Correio da Lavoura

Últimas notícias

19 de fev. de 2020

TROCANDO EM MIÚDOS

Por Almeida dos Santos


Crise
A relação do prefeito Rogerio Lisboa (PL) com a base de sustentação do governo na Câmara de Vereadores parece estar estremecida. Fontes desta coluna dão conta de que Rogerio não tem atendido nem mesmo alguns vereadores aliados. O reflexo disso deverá ser percebido, assim que as sessões plenárias na Câmara voltarem.

Setentão
O Iguaçu Basquete Clube (IBC), completou 70 anos de fundação no último dia 6. Um pré-carnavalesco com direito a bandinha com marchinhas de Carnaval animou os foliões no último domingo. O clube funciona à Rua Arino Oliveira, nº 85.

Setentão II
Há uma movimentação nos bastidores para aproveitar os 70 anos que o clube completou no último dia 6 de fevereiro e, assim, fazerem uma homenagem ao saudoso desportista Leônidas da Silva Barros, o Lão. O vereador Cacau estuda transformar a Rua Arino de Oliveira em Leônidas da Silva Barros, o que é uma justa homenagem a quem tanto fez pelo clube e pela comunidade no entorno do IBC.

Perigando
Na manhã de sexta-feira (14), no momento em que essa coluna estava sendo escrita, mensagens de WhatsApp não paravam de chegar em razão de uma derrota do prefeito Rogerio Lisboa no TRE. A próxima semana promete fortes emoções.

Uma coisa é certa…
Se até a própria base governista não anda lá essas coisas com o prefeito Rogerio Lisboa (PL), que dirá agora que o moço vem se fragilizando na Justiça Eleitoral. Ainda que ele vá para o “páreo eleitoral” na disputa pela reeleição em 2020, conforme já escrevi aqui, irá mancando.

Absurdo
Na Via-Light, entre às ruas Otávio Tarquinio e Nilo Peçanha, na pista sentido Rio de Janeiro, o que chama a atenção é que não há mais abrigos de ônibus para proteger os passageiros que aguardam sob sol ou chuva para embarcarem nos coletivos. O local é um dos que possui maior concentração de passageiros a espera dos ônibus.

Só isso…
O prefeito Rogerio Lisboa (PL) só está com três probleminhas para resolver este ano. Quais? Esses: administrativo, político e jurídico.