TROCANDO EM MIÚDOS - Correio da Lavoura

Últimas notícias

9 de set de 2019

TROCANDO EM MIÚDOS

Por Almeida dos Santos

Pajelança
O deputado Max Lemos reuniu, na noite chuvosa e fria da última quinta-feira, dia 5, no Iguaçu Basquete Clube (IBC), mais de mil pessoas na prestação de contas do seu mandato como deputado estadual e sua passagem como prefeito de Queimados. O entorno do clube chegou a ficar levemente engarrafado, porém, voluntários ajudaram na fluidez do trânsito. 

Pajelança II
Com a presença de líderes partidários, Max Lemos chegou aclamado por lideranças políticas e partidárias. Uma coisa ficou clara na prestação de contas do deputado: caso venha candidato a prefeito de Nova Iguaçu, conforme vem se movimentando, dará muito trabalho.

Pajelança III
A prestação de contas de Max deu uma prévia de que a disputa será acirrada pela Prefeitura. Faltando mais de um ano para as eleições municipais, o clima contagiante parecia de reta final.

Reserva x Parque
Conforme esta coluna vem acompanhando, esta semana o secretário de Meio Ambiente de Nova Iguaçu, Fernando Cid, o prefeito Rogerio Lisboa e o deputado federal Dr. Luizinho (PP) participaram da audiência pública para debater a recategorização de Tinguá, ela que é Reserva Biológica, querem transformá-la em Parque Municipal. Também com a presença do ambientalista Ricardo Portugal,  por enquanto permanecerá Reserva.

Gigante
O ambientalista Ricardo Portugal (foto), membro do movimento “Baía Viva”, foi um gigante na audiência pública que aconteceu na quarta-feira passada na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados em Brasília. Arrancou mais do que a atenção. Ele tirou o convencimento do deputado Luizinho que não deve ser feita a recategorização da Reserva em Parque Nacional. 

O debate continua
O Ministério Público Federal na Baixada Fluminense realizará, no próximo dia 12, às 11 horas, na sua sede em São João de Meriti, uma reunião pública para tratar da preservação da Reserva Biológica de Tinguá e a proposta de recategorização da unidade. Apesar da decisão tomada pelo deputado Dr. Luizinho (PP) de não propor a recategorização, o que poderá surgir nessa nova reunião é o estado precário que a União está deixando acontecer com a reserva.

Problema a vista
Soube na manhã de sexta-feira, dia 6, que o prefeito Rogerio Lisboa (PR) teve o parecer contrário do Corpo Instrutivo e do MP do TCE referente às contas de 2018. Elas ainda vão para a apreciação do relator que será sorteado.