PODER DE INFECÇÃO DO CORONAVÍRUS AUMENTA CUIDADOS COM A PREVENÇÃO - Correio da Lavoura

Últimas notícias

10 de mar. de 2020

PODER DE INFECÇÃO DO CORONAVÍRUS AUMENTA CUIDADOS COM A PREVENÇÃO

Por Kátia Cavalcante



Preocupação e incerteza têm deixado os brasileiros em alerta sobre o coronavírus. Algumas informações distorcidas sobre o vírus têm deixado às pessoas inseguras porque não sabem realmente se elas são verdadeiras ou não, principalmente as que são publicadas nas redes sociais. O famoso fake news. O momento tem sido agressivo para todos com a ‘infodemia’ que é a epidemia da desinformação sobre o coronavírus. Isso tem deixado a população com sentimento de impotência e dúvida por não saber o que fazer. O Covid-19, mais conhecido como coronavírus, chegou ao Brasil deixando todos em alerta. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o surgimento de um novo coronavírus ocorreu em 31 de dezembro de 2019, na China, em Wuhan, cidade chinesa com 11 milhões de habitantes. O novo coronavírus recebeu o nome técnico de Covid-19. Milhares de pessoas morreram na China e o vírus se espalhou por cinco continentes. 

Além do coronavírus, temos o sarampo, a dengue, o zika vírus e a chikungunya, que se encontram na realidade da população e também têm que ser combatidos. 

Para entender melhor sobre o coronavírus a reportagem do CL esteve no consultório do Dr. Cláudio Ciani, médico cardiologista e clínico-geral que nos deu uma entrevista sobre o coronavírus.

“O vírus nada mais é do que um vírus da gripe piorado. Que gera gravidade dos sintomas de acordo com a imunidade do hospedeiro: portadores de doenças crônicas, diabetes, idosos, crianças, tabagistas e pode-se chegar ao índice de mortalidade até 15%. Sendo que uma cirurgia cardíaca de peito aberto tem um índice de mortalidade de 0,3% cinquenta vezes menor. Essa doença chega a matar cinquenta vezes mais”, disse Cláudio Ciani.

Segundo ele, o Covid-19 possui como sintomas febre, tosse e dificuldade para respirar. “Principalmente por sintomas respiratórios, coriza, tosse, febre, dores no corpo e indisposição é o que inicia o processo. A higiene é um dos fatores que contribui para combater o Covid-19. Higiene é fundamental. Felizmente o nosso povo é um dos povos mais asseados no mundo”, comentou Cláudio Ciani. 

A prevenção contra o coronavírus começa com a higiene. “Lavar as mãos, o uso de toalhas de papel, álcool gel ou álcool 70, cobrir o nariz e a boca quando tossir e nem espirrar no rosto das pessoas, higienizar as mãos após tossir ou espirrar, abrir as janelas deixando o ambiente arejado, evitar aglomerações e ambientes fechados, não compartilhar objetos de uso pessoal como toalhas, talheres, copos, etc. Evitar tocar em nariz, olhos e boca antes de higienizar as mãos”, falou Cláudio Ciani. 

O clima tropical ajuda e favorece a não disseminação do vírus. “Uma vantagem do Brasil é o clima tropical, porque favorece e ajuda a não disseminação do vírus porque não tem uma boa adaptação ao ambiente quente. As infecções do coronavírus se propagam mais rápido, mas são menos graves que o H1N1”, concluiu Dr. Cláudio Ciani.