SEDE DA PGM-NI É REINAUGURADA E GANHA BIBLIOTECA - Correio da Lavoura

Últimas notícias

28 de nov. de 2019

SEDE DA PGM-NI É REINAUGURADA E GANHA BIBLIOTECA


Procuradores, funcionários e estagiários da Procuradoria Geral de Nova Iguaçu (PGM) ganharam um novo espaço para estudos e leitura. Nesta semana, foi inaugurada a Biblioteca Myrthes Gomes de Campos. Com mais de 750 livros voltados para a área do Direito já cadastrados e disponíveis, a biblioteca funciona no quarto andar da sede da PGM, na Rua Dr. Athaíde Pimenta de Moraes, 335, Centro, e funciona das 9h às 17h. A abertura do espaço aconteceu na noite da última quarta-feira (27), durante a reinauguração do prédio que recebeu o nome de Edifício Procurador Geral Odilardo Alves.

A biblioteca será administrada pelo Centro de Estudos Jurídicos da PGM, o Cejur, e foi batizada com o nome primeira advogada do Brasil. “Myrthes desmistificou a ideia de que a advocacia era privilégio dos homens. Ela foi incansável na defesa dos direitos civis da mulher e também abraçou a luta pela emancipação feminina. Foi uma mulher muito à frente do seu tempo”, exalta o procurador-geral de Nova Iguaçu, Rafael Alves de Oliveira, justificando a escolha do nome do novo espaço de leitura.


Segundo o procurador-geral, o objetivo da biblioteca é proporcionar aos procuradores e funcionários em geral material de leitura e pesquisa de qualidade. Todo o acervo está disponível também para os 85 estagiários. “Esta biblioteca foi pensada especialmente para aqueles que ainda estão em formação. É fundamental que eles utilizem este espaço para o crescimento como pessoas e profissionais que um dia serão”.

A noite de quarta também marcou a reinauguração da sede da PGM, batizada como Edifício Procurador Geral Odilardo Alves, em homenagem ao ex-procurador-geral do município e avô do atual ocupante do cargo. Odilardo comandou a PGM na década de 1970, no Governo Rui Queiroz, e morreu em maio de 2017, aos 85 anos.


“Meu avô trabalhou com muito empenho e honestidade na defesa de Nova Iguaçu. Foi um sujeito muito correto e que não passou despercebido na vida. A placa é uma homenagem, é uma honra que esta procuradoria carregue seu nome. Nós nos tornamos eternos mesmo quando deixamos um legado verdadeiro, e ele deixou”, disse o neto de Odilardo Alves.

A cerimônia teve a participação dos procuradores e funcionários da PGM, da família do procurador-geral Rafael Alves de Oliveira e do prefeito Rogerio Lisboa.