TROCANDO EM MIÚDOS - Correio da Lavoura

Últimas notícias

17 de set. de 2019

TROCANDO EM MIÚDOS

Por Almeida dos Santos

Ecos da polêmica sobre o Parque
Na quinta-feira passada, ainda na série de debates sobre a recategorização de Tinguá, aconteceu no Ministério Público Federal, em São João de Meriti, mais um debate entre aqueles que defendem que Tinguá permaneça como Reserva da Biodiversidade e os que defendem Parque Nacional. O próprio procurador público, no final do encontro, se posicionou em favor da Reserva. Foi cirúrgico ao dizer, nas palavras dele, “é possível adequar o turismo à Reserva e não a Reserva ao turismo”.

Mais debate
Soube que no encontro que aconteceu no Ministério Público Federal também foi ventilada a ideia da realização, desta vez pelo MPF, de uma nova audiência pública em Tinguá. Consultar à exaustão os moradores da localidade parece que é um dos objetivos. Vamos aguardar para ver se acontece.

Max Lemos fala de Tinguá
Em artigo escrito no jornal “O Dia”, também na quinta-feira passada, o deputado estadual Max Lemos se posicionou no debate referente a Tinguá. Taxativo, Max perguntou no seu artigo a quem interessa essa recategorização. “O clima da região e os lugares pitorescos por si só já representam o grande potencial turístico de Tinguá. Não tenho dúvidas que organizando e levando infraestrutura haverá também geração de empregos. Qual é a necessidade do Parque? A quem interessa transformar em Parque?”, perguntou o deputado no artigo.

Disputa do PT de Nova Iguaçu
No fim da semana passada, a Profa. Marli de Freitas, ela que já foi secretária de Saúde e de Educação no governo Lindbergh Farias, foi a escolhida, através do processo de eleição interna do PT, para ser a nova presidente municipal da legenda. Deverá assumir em janeiro, mas pelo andar da carruagem não será surpresa se for antecipada a posse. Marli venceu Carlos Ferreira, que já não é mais do PT e apoiava a atual direção.

Sobre o PED do PT
A candidatura da Marli de Freitas contou com um grande aliado que foi o Sebastião Berriel, membro do partido que também já ocupou um cargo de secretário na gestão do Lindbergh Farias. Ele foi o aliado na vitória contra o ex-prefeito Lindbergh, ele que apoiava o Batata na disputa interna. Rogerio Lisboa, que poderia ter ficado na dele, indiretamente, apoiou a permanência do presidente atual. Perdeu junto.

Lá e cá
Carlos Ferreira, o Ferreirinha, é o vice do prefeito Rogerio Lisboa. Depois que saiu do PT, foi para o PCdoB, mas também já saiu de lá. Fontes disseram a esta coluna que ele andou procurando o PDT para fragilizar o Max e tentar ser o vice de Lisboa na reeleição e pela legenda. Mas o plano B seria, também, uma conversa com o PTB, de Roberto Jefferson.