TROCANDO EM MIÚDOS - Correio da Lavoura

Últimas notícias

7 de out de 2019

TROCANDO EM MIÚDOS

Por Almeida dos Santos


Bornier no jogo
Pelo que aparece nas redes sociais de pessoas ligadas a ele, o ex-prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier (PROS), poderá ser candidato a prefeito. E se for, poderá contar com o apoio do governador Wilson Witzel, ele que fez questão de posar ao lado de Bornier esta semana em um evento que garantiu R$ 30 milhões para o Hospital da Posse.

Afeta o Lisboa
A pré-candidatura de Nelson Bornier (PROS) afeta mais o prefeito Rogerio Lisboa que os demais adversários. Além disso, o PSL, legenda que teve rusgas com o PSC do governador em razão do Witzel, também não mostrou com clareza um nome que disputará a eleição local. Antes tinha muitas opções, mas até agora não apresentou uma.

Juntos e misturados
O ex-secretário de Governo do início da gestão da administração do governo Rogerio Lisboa, o Cleiton Rodrigues, é o atual secretário de Governo do Estado. Cleiton lançará a esposa candidata a vereadora pelo PSC, legenda do governador e provavelmente terá que pedir votos para o seu ex-rival, o Bornier, a quem Cleiton tanto criticou no início da administração do Rogerio.

Hospital de Iguaçu
O deputado estadual Max Lemos quer ajudar a reabrir o Hospital de Iguaçu. Apresentou um projeto de lei na Comissão de Constituição e Justiça da ALERJ mostrando a importância dessa unidade de atendimento à saúde que foi fundada em 1935 através de uma campanha na cidade em que o jornal Correio da Lavoura teve um papel fundamental.

Merecimento
O ambientalista Ricardo Portugal foi homenageado na noite da última quinta-feira (3), na Câmara de Vereadores, por sua luta em defesa de manter Tinguá como reserva em detrimento do Parque Municipal, como queriam fazer. Ele recebeu a Medalha Comendador Soares. Quem o homenageou foi o vereador Dr. Cacau.

Futuras faturas
Um efeito que pesará nestas eleições são as faturas do passado. Muitos cargos comissionados da gestão de Bornier não receberam os meses trabalhados de novembro e dezembro, além do 13º salário. Lisboa também não pagou essa conta. Ambos vão ser cobrados no processo eleitoral. Podem anotar.

Para onde?
A dupla Fernando Cid e Carlos Ferreira, o Ferreirinha, ainda não deixou clara a sua estratégia eleitoral. Dizem que Cid deverá ser candidato, mas não sabem o partido. Ferreirinha também, mas este já não sabe a qual cargo.

Pensando bem...
A disputa eleitoral não muda muito. São os mesmos grupos do passado, exceto a chegada de Max Lemos no cenário. O PSL, como já disse aqui, era para ser fato novo, mas está ficando velho.