GOVERNO DO ESTADO REPASSA RECURSOS PARA O HOSPITAL GERAL DE NOVA IGUAÇU - Correio da Lavoura

Últimas notícias

3 de out de 2019

GOVERNO DO ESTADO REPASSA RECURSOS PARA O HOSPITAL GERAL DE NOVA IGUAÇU


Com o repasse de R$ 40 milhões do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), uma das principais unidades da Baixada Fluminense, deu início em abril à maior reforma de sua história. Nesta quinta-feira (3/10), o governador Wilson Witzel, o secretário de Saúde, Edmar Santos, e o prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa, entregaram três novas enfermarias da unidade. Todas as 40 enfermarias que fazem parte do hospital serão reformadas. Até o momento, sete já foram inauguradas.

Desde março, o governo passou a destinar R$ 5 milhões por mês para o município exclusivamente para utilização no complexo hospitalar de Nova Iguaçu, que compreende o HGNI, conhecido como Hospital da Posse, e a Maternidade Mariana Bulhões, um aumento de 250% no valor do repasse. Até o ano passado, o valor destinado era de R$ 1,5 milhão.


Ao todo, o Governo do Estado já repassou R$ 50,6 milhões à Prefeitura de Nova Iguaçu para manutenção do HGNI e a Maternidade, incluindo R$ 10 milhões através de cofinanciamento para fortalecer diferentes serviços de saúde, como exames e cirurgias, melhorias para UPAs e SAMU, compra de medicamentos e ampliação da atenção básica local. 

- Vamos investir ainda mais na saúde do município. Hoje, estamos repassando um novo aporte, no valor de R$ 30 milhões, para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Os recursos serão usados para obras de melhoria predial e na compra de equipamentos como ressonância magnética, tomógrafos, aparelhos de ultrassonografia e tomógrafo móvel - disse o governador.


Os próximos setores beneficiados do Hospital da Posse serão as emergências adulta e pediátrica, Centro Cirúrgico, CTI e salas de triagem.

- O Hospital Geral de Nova Iguaçu é uma unidade estratégica, que acaba sendo referência para moradores de vários municípios da Baixada Fluminense. O aporte tem por finalidade melhorar o atendimento ao paciente, com obras de melhorias na unidade e compra de equipamentos - destacou Edmar Santos, que anunciou também um projeto para a construção de um novo hospital de trauma, em Mesquita, com mais de 300 leitos e com custo estimado de R$ 40 milhões. A nova unidade visa desafogar o Adão Pereira Nunes e o Hospital da Posse.

A REFORMA NO HGNI

Outras intervenções também foram feitas nas enfermarias, como recuperação das paredes, janelas, telhados, troca das portas, colocação de piso e luminárias. A parte elétrica também ganhou atenção especial, bem como a pintura. Nos banheiros, foram trocadas pias, vasos sanitário, torneiras, chuveiros, além de colocação de azulejos. Além da reforma das enfermarias adultas, vão ser recuperados os corredores, o ambulatório e a sala verde, onde ficam os pacientes menos graves.


Além de utilizar os repasses do governo para reforma, o HGNI também adquiriu 16 eletrocardiógrafos, 102 camas (sendo duas para obesos), 138 macas (sendo quatro para obesos e quatro transferidores de paciente no leito), além de 110 colchões, 80 colchonetes e 12 poltronas hospitalares. São cerca de 3 mil itens comprados, como escadas de macas, estetoscópios e suportes de soro, que vão beneficiar a população atendida no Hospital Geral de Nova Iguaçu e na Maternidade Mariana Bulhões. Na maternidade, duas enfermarias, o corredor e a recepção da ala antiga estão recebendo melhorias na infraestrutura.