DEFESA CIVIL FAZ EXERCÍCIO SIMULADO DE EMERGÊNCIA NA GRAMA - Correio da Lavoura

Últimas notícias

23 de ago de 2019

DEFESA CIVIL FAZ EXERCÍCIO SIMULADO DE EMERGÊNCIA NA GRAMA

A Defesa Civil de Nova Iguaçu realiza neste domingo (25), mais um Exercício Simulado de Desocupação Preventiva para Emergências. Será no bairro Grama, das 9 às 12h. No total, 117 famílias foram cadastradas para participarem da ação, que faz parte do projeto “Comunidades Resilientes”, e tem como objetivo orientar e preparar as comunidades vulneráveis do município para casos de desocupação em caráter emergencial.
Será o quinto Exercício Simulado realizado este ano pela Defesa Civil. A ação já ocorreu nos bairros da Cerâmica, Santa Rita, Vila de Cava e Carmari. Na Grama o simulado acontecerá nas ruas Hélio, Travessa Almeida, Rua Elio (acesso a Dona Marieta), Estrada Deputado Darcílio Ayres Raunheitti (antiga estrada Velha do Iguaçu) e Coronel França Soares, onde terá o ponto de apoio, na Escola Municipal Aminthas Pereira, na Rua Coronel França Soares, 350. Haverá participação da Secretaria de Assistência Social de Nova Iguaçu, da Cruz Vermelha e da Secretaria de Estado de Defesa Civil.  

“Esta região foi categorizada pelo Departamento de Recursos Minerais do Estado como risco alto e muito alto para deslizamentos. Vamos mobilizar moradores de cinco ruas da região, que se deslocarão até o ponto de apoio. O objetivo é instruir e capacitar os cidadãos e nossos próprios agentes para as ações de emergência”, explicou o secretário municipal de Defesa Civil de Nova Iguaçu, coronel Jorge Ribeiro Lopes.

O treinamento vai preparar as comunidades ocupantes de áreas suscetíveis a desastres naturais para que, de forma integrada com agentes públicos e utilizando ferramentas do Sistema de Alerta Comunitário para Chuvas Intensas, possam promover a autoproteção através de mobilizações preventivas e assim evitar que haja mortes e pessoas feridas caso ocorra algum desastre natural no bairro.

A ação envolve a simulação de uma suposta decretação de Estágio de Alerta Máximo pela Defesa Civil. Seguindo o protocolo do Plano de Emergência da cidade, através da emissão de mensagens de SMS e da mobilização de líderes comunitários e voluntários, será determinada a desocupação preventiva dos imóveis.

A Defesa Civil também vai procurar integrar a comunidade ao Sistema de Alerta Comunitário para chuvas intensas (Sistema AC2I), desenvolvido pelo município, além de oferecer um serviço de requisição de vistorias técnicas no bairro.

Foto: Divulgação