A INAUGURAÇÃO DO TREM ELÉTRICO - Correio da Lavoura

Últimas notícias

20 de ago de 2019

A INAUGURAÇÃO DO TREM ELÉTRICO

Depois de uma longa espera, era natural que os iguaçuanos ficassem ansiosos e até mesmo excitados com o anúncio da chegada dos trens elétricos até Nova Iguaçu. O primeiro trecho da eletrificação, de D. Pedro II a Madureira, se deu no dia 10 de junho de 1937. O segundo trecho, de Madureira a esta cidade, foi inaugurada no dia 20 de fevereiro de 1938. Este, portanto, foi o dia que a Terra dos Laranjais viveu um de seus maiores momentos, com as ruas tomadas por populares em clima de grande alegria e exaltação. Tamanha foi a importância deste evento para todos os iguaçuanos, que aqui organizou-se, reunindo figuras das mais representativas da sociedade local, uma comissão exclusivamente encarregada da organização das festas em homenagem ao Ministro da Viação, Cel. Mendonça Lima. Eis os seus integrantes: Cel. Sebastião Herculano de Mattos, Antônio Pinheiro Victory, Francisco Baroni, Antônio de Oliveira Carvalho, José Manhães, Antônio Vaz Teixeira, todos sob a presidência do então prefeito Ricardo Xavier da Silveira. Sobre o grande evento, anotou o CL, em sua edição de 24 de fevereiro de 1938: “O trem elétrico especial, que partia de D. Pedro II às 14 horas, chegou a esta cidade, depois de receber em viagem numerosas aclamações populares, pouco antes das 16 horas. O Ministro Mendonça Lima, em companhia do diretor da Central do Brasil, Dr. Waldemar Luz, de engenheiros dessa ferrovia, de outras autoridades, de fotógrafos e jornalistas cariocas, foi recebido, ao desembarcar, pela comissão organizadora das festas, e sob delirante ovação do povo iguaçuano. (...)

Da estação, o Cel. Mendonça Lima e sua comitiva foram conduzidos, a pé, pelas ruas Marechal Floriano e Otávio Tarquínio até a antiga Rua D. Bebiana, acompanhados pelo povo, que depois se espalhou e entrou também nessa rua pela Travessa da Matriz, para conseguir boa colocação. Num pequeno palanque ali armado, discursou o prefeito local, dando a denominação de Rua Ministro Mendonça Lima à antiga Rua D. Bebiana” (trata-se da atual Av. Gov. Amaral Peixoto). Depois de ter sido recepcionado na sede do Sindicato dos Comerciantes do Município, o Ministro e sua comitiva retornaram à Capital Federal pouco depois das 17 horas.

(Na foto, da escadaria da nova estação de acesso à Rua Bernardino Mello, vê-se, no aglomerado de pessoas, Mário Guimarães, Getúlio Moura, o fundador deste semanário, Silvino de Azeredo e Murilo Costa, entre outros)