O SEGUNDO TIME DO EC IGUAÇU - Correio da Lavoura

Últimas notícias

11 de jun. de 2019

O SEGUNDO TIME DO EC IGUAÇU

Nos anos 30, principalmente no período de 1928 a 1930, o futebol de Nova Iguaçu revelou craques de qualidade que se ombreavam (como se dizia na época) com os melhores jogadores do Rio de Janeiro. Cristolino Chaves, que jogou no Flamengo, foi um dos maiores exemplos desse tempo. São Cristóvão e Bangu, times que nos anos 20 e 30 revelaram grandes jogadores para o futebol brasileiro, algumas vezes foram derrotados pelo time principal do Iguaçu.

Revelação suprema nos deu certa vez o falecido e saudoso Gaião (Alceu Soares Pereira), ao afirmar: “Naquele tempo, para ganhar do Iguaçu aqui em casa tinha que jogar muito. Não me lembro bem, mas creio que foi em 1930, quando o Bangu esteve aqui em Nova Iguaçu, com Médio, Domingos e Ladislau, todos irmãos e perderam. Domingos, como vocês sabem, foi consagrado como um dos maiores zagueiros do futebol brasileiro de todos os tempos”. O registro de Gaião, logicamente, referia-se ao primeiro time do Iguaçu. Nesta foto, cuidamos de revelar o segundo time, do período acima referido, de 1928 a 1930. Esse time, segundo o relato saudoso dos mais antigos, deu muitas alegrias à torcida alvinegra. Aí estão, em pé, da esquerda para a direita: Nilo de Oliveira, Mário Jambo, Sila Filizola, Nilo Belém, Orestes Corrêa (Didida) e Floriano Peixoto da Silva; de joelhos, na mesma ordem: Ary Barbosa, Manoel de Azeredo (Maneco), João de Almeida Barbosa Ribeiro (Joãozinho), Moacir Couto Braga, Nelson Marcos Belém e Fumando Espero. (Foto do arquivo de Luiz Martins de Azeredo)