FÓRMULA 1 PODERÁ VOLTAR AO RIO DE JANEIRO - Correio da Lavoura

Últimas notícias

27 de jun de 2019

FÓRMULA 1 PODERÁ VOLTAR AO RIO DE JANEIRO


Segundo o presidente, há 99% de chance da cidade 
receber o evento esportivo a partir de 2021

O Rio de Janeiro poderá sediar a Fórmula 1 a partir de 2021, segundo o presidente da República, Jair Bolsonaro. “99% de chance, ou mais, de termos a Fórmula 1 a partir de 2021, no Rio de Janeiro”, disse após reunião com o governador do estado, Wilson Witzel, Governador do Estado do Rio de Janeiro; e Chase Carey, Diretor Executivo da Fórmula 1, nesta segunda-feira (25), no Palácio do Planalto.


O presidente da República, Jair Bolsonaro com Wilson Witzel (governador do Estado do Rio de Janeiro), o senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ), e Chase Carey (diretor-executivo da Fórmula 1) 
O contrato da empresa que administra a Fórmula 1 com São Paulo vence ano que vem e a expectativa é levar o evento para um espaço multiuso no Rio abrigando a realização de outros eventos ao longo do ano. “As consequências positivas da permanência da Fórmula 1 aqui são muito boas. Entre elas: São Paulo, atualmente é previsto para 60 mil torcedores; no Rio, 130 mil, entre outros”, disse o presidente.  E ressaltou: “Deixar bem claro: ninguém está tirando a Fórmula 1 de São Paulo, ela está permanecendo no Brasil”.

O governador do Rio de Janeiro disse que o projeto é importante para o desenvolvimento social que trará novas tecnologias, além das inerentes à corrida. “É um projeto de todos nós, é um projeto do Brasil”, afirmou.

O diretor Executivo da Fórmula 1, Chase Carey destacou que o Brasil tem uma participação muito importante na história da Fórmula 1, com eventos históricos,  pilotos de importância mundial, além de uma grande torcida. “Estamos vendo as possibilidades de continuar a nossa participação no Brasil a partir de 2021”, afirmou.

Chase Carey disse que a ideia é atrair cada vez mais gente ao evento, além de ajudar a cidade sede. “Nós já temos mais de 1 bilhão de torcedores em todo mundo e o que nós queremos é transformar as cidades que sediam nossos campeonatos em cidades que atraiam os visitantes, que sejam imãs para as pessoas”.

“E nós também queremos fazer pleno uso do potencial da Fórmula 1 que é muito mais do que uma corrida. Nós queremos usar o seu potencial para desenvolver socialmente a cidade, desenvolver plataformas educativas, plataformas de tecnologia e também estimular toda a região do Rio de Janeiro, por exemplo”, completou.

Crédito – Carolina Antunes