JOGO DE PODER - Correio da Lavoura

Últimas notícias

20 de abr. de 2020

JOGO DE PODER

*ALMEIDA DOS SANTOS


Mandetta não é um herói. Mas na minha opinião vem sustentando fogo dentro de um ambiente em que a conspiração e os jogos de interesses são grandes demais e envolve, além de poder e prestígio, algumas coisas que com isso se pode angariar. Ninguém ali é ingênuo de não saber que política é uma arte de ocupação de espaços públicos para ter o poder. Ele estava apoiado por grupos políticos, mas não largou o discurso técnico da sua fala em nenhum momento. Fez e sofreu ataques. Jogou o jogo, mas está saindo atirando da trincheira.

O jogo do poder envolve muito mais que esses ataques trocados em cadeia nacional. Ele é pior. É intriga e mais intriga de bastidor. Mesmo assim Mandetta sustenta o seu posicionamento deixando clara a sua divergência com aquele que possui a caneta para o demitir. Um levando o outro ao cansaço e cada qual marcando o seu campo até a inviabilidade das relações.


Repito que em todos os governos é ter que caminhar no “fio da navalha”. É saber que para a sua cadeira há olhares que não disfarçam a intenção de tomá-la. Se em cidades pequenas esse jogo acontece, imagine dentro de um governo cujo desvario e a incerteza é a aura que paira e rege!

Não tenho simpatia partidária alguma pelo Mandetta, mas dentro deste governo ele mostrou ter “culhão” para manter posição, ainda que sabendo que isso iria lhe custar o cargo, apesar de lhe render o que anda faltando muito na classe política, que é a personalidade. Se afirmou no espaço aonde os falsos são aqueles que lhes tocam os ombros com a falsa carícia das damas de bordéis.

O que Mandetta fez foi a afirmação de uma política de isolamento. Dele no governo e do povo nas suas casas. A história continuará sendo escrita, mas ninguém poderá atribuir a ele a covardia comum que muitos homens públicos usam. Não tendo simpatia ideológica partidária alguma com ele, mas vejo que ninguém teve no tom da voz a autoridade da critica quanto a sua firmeza. Certo ou errado, Mandetta foi mais corajoso de expor o jogo e, mais ainda, de jogar com a cabeça erguida.

*ALMEIDA DOS SANTOS É JORNALISTA.