TROCANDO EM MIÚDOS - Correio da Lavoura

Últimas notícias

3 de ago de 2019

TROCANDO EM MIÚDOS



Por Almeida dos Santos

Valores arrecadados com a Iluminação Pública
Saibam que em janeiro o valor arrecadado foi uma mixaria de R$ 5.240.745,41. Em fevereiro foi de R$ 8.959.331,62. Em de março foi a ninharia R$ 4.869.963,42. Mas como isso é pouco, tem o mês de abril que foi de R$ 4.724.316,69. Daí como é quase nada para manter a cidade iluminada, vem o mês de maio um pouco mais gordo, com R$ 5.053.558,45. No mês de junho foi de R$ 5.334.897,70. Mas julho beira à bagatela de R$ 4.453.581,50. O valor estimado para a arrecadação este ano de 2019 é de R$ 61,54 milhões. Maior que o orçamento de total de muitas prefeituras.

Acertamos
Esta coluna acertou com quase um mês de antecedência que o ex-vereador e ex-deputado estadual Xandrinho (Avante), assumiria a Secretaria de Urbanismo da Prefeitura de Nova Iguaçu. E aconteceu. No dia 1º de agosto ele foi nomeado pelo prefeito Rogerio Lisboa, substituindo Ronaldo Grana, esse que era o responsável pela pasta.

O lado técnico
Fazendo parte da equipe de Urbanismo, como subsecretário, Xandrinho deverá ter ao lado o conhecido Tony Zichtl, funcionário da Prefeitura e conhecedor profundo da área, afinal, essa não será a primeira vez dele no cargo. Tony também foi o responsável pelo setor de Urbanismo na gestão do ex-prefeito Bornier.

Vereador Dr. Cacau questiona
O empréstimo de R$ 140 milhões que a Prefeitura de Nova Iguaçu contraiu esta semana com a Caixa Econômica Federal, através do programa FINISA, fez o vereador Dr. Cacau (PROS), alertar para o endividamento da Prefeitura de Nova Iguaçu que poderá acarretar uma bolha financeira em que o município está e poderá comprometer a capacidade de investimento no futuro, criando uma dívida que deve pesar na conta da futura gestão. Faz muito sentido.

Também disseram não
Pelo menos quatro, dos 17 vereadores foram contrários ao empréstimo de R$ 140 milhões que a Prefeitura contraiu. Além do Dr. Cacau (PROS), votaram contra Paulinho da Padaria (PR), Marcelo Lajes (PPS) e Renata da Telemensagem (PTC). Todos parecem entender que a contratação do recurso tem como objetivo a reeleição do prefeito.

Preocupação dos vereadores contrários
Uma das preocupações do vereador Dr. Cacau que se manifestou contrário à dívida que o prefeito Rogerio Lisboa está gerando para os cofres públicos, é que ela vai ser semelhante às dívidas dos anteriores. Uma coisa que está virando comum na administração municipal. O ex-prefeito Lindbergh saiu e deixou dívida para a Sheila Gama (PDT), que saiu e deixou dívida para o Bornier, que saiu e deixou dívida para Rogerio Lisboa, que independente de ser reeleito ou não na próxima gestão, deixará essa dívida futura para o próximo governante.