PALESTRAS, OFICINAS E MÚSICA MARCAM O MÊS DO ALEITAMENTO MATERNO NA MARIANA BULHÕES - Correio da Lavoura

Últimas notícias

14 de ago de 2019

PALESTRAS, OFICINAS E MÚSICA MARCAM O MÊS DO ALEITAMENTO MATERNO NA MARIANA BULHÕES

As comemorações pelo Agosto Dourado, que simboliza o mês do aleitamento materno, continuam na Maternidade Mariana Bulhões. Na última terça-feira (13), mães e gestantes internadas na Casa da Gestante, Bebê e Puérpera (CGBP) da unidade assistiram palestras realizadas por profissionais de saúde sobre a importância da amamentação, apresentações musicais, oficinas e no final, ganharam um café da manhã organizado por funcionários da maternidade.

Este ano, o tema da campanha - “Empoderar mães e pais a favor da amamentação” - criado pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, em inglês), destaca a importância do apoio e da presença da família no ato de amamentar. Para o secretário municipal de Saúde de Nova Iguaçu, Manoel Barreto, o trabalho realizado pelos profissionais da maternidade é importante para conscientizar as mães da importância do aleitamento. “A Mariana Bulhões é uma das poucas maternidades do Brasil que tem o título de Amiga da Criança e a gente trabalha muito para que a amamentação do recém-nascido aconteça logo na primeira hora de vida. Esse é um trabalho que vem sendo desenvolvido por toda a equipe da Secretaria de Saúde e da Mariana Bulhões”, afirma o secretário.


A abertura do evento na maternidade foi realizada pelo Comitê de Aleitamento Materno. A equipe multiprofissional explicou um pouco do trabalho de estimulo e conscientização realizado em favor da amamentação. Na sequência, a apresentação do Bonde da Amamentação, formado por voluntários da Capelania Materno Infantil, levou diversão e orientação às mães e gestantes.

Por mês, em média 600 bebês nascem na Maternidade Mariana Bulhões. Destes, cerca de 80% recebem o leite materno na primeira hora de vida, enquanto 95% das mães saem da unidade amamentando no peito. Este foi um dos motivos que levou a maternidade a ser recertificada, em 2018, como Hospital Amigo da Criança pela quarta vez. “A amamentação é estimulada desde o início da gestação. O ideal é que ao nascer a criança que apresente condições clínicas já seja estimulada a receber o leite materno, que funciona como uma vacina, pois possui anticorpos transferidos da mãe para o filho, além de ser fonte de proteína e sais minerais”, explica o diretor médico da maternidade, Nilson Gomes.


Heloísa do Nascimento, de 37 anos, deu a luz ao pequeno Arthur no último dia 2. Apesar de ser seu terceiro filho, ela garante que a emoção de amamentar é ainda maior. “É um amor tão grande, é diferente. Eu sinto como se estivesse passando vida para ele. É o seu primeiro alimento, o que precisa para viver”, destacou ela, que participou das ações.

Grávida de 29 semanas, Aline Vieira dos Santos, de 34 anos está internada devido a um pico de glicose. Ela aproveitou para dar uma repaginada no visual, enquanto o marido Edmilson Conceição, de 38, participava da oficina de pintura de toalhinhas para o filho que também se chamará Arthur. “É um evento ótimo, muito legal. Estou tendo um dia de beleza que me distrai e meu marido também se diverte pintando uma toalha para nosso filho”, disse ela.

As ações do ‘Agosto Dourado’ continuaram nesta quarta-feira (14), com as oficinas de pintura nas barrigas das gestantes. Na semana que vem, nos dias 26 e 27, profissionais da maternidade participam de capacitações sobre o aleitamento materno. O treinamento é uma das exigências do Ministério da Saúde para unidades que possuem o título de ‘Amigo da Criança’.

Foto - Alziro Xavier