MATERNIDADE MARIANA BULHÕES COMEMORA MÊS DO ALEITAMENTO MATERNO - Correio da Lavoura

Últimas notícias

8 de ago de 2019

MATERNIDADE MARIANA BULHÕES COMEMORA MÊS DO ALEITAMENTO MATERNO


Amamentar é um dos prazeres de ser mãe. E as vantagens são muitas, para o bebê e para a mãe. O aleitamento materno nos seis primeiros meses de vida supre todas as necessidades nutricionais do bebê, além de oferecer benefícios psicológicos, cognitivos e imunológicos. No Brasil, o mês de agosto é conhecido como ‘Agosto Dourado’, dedicado a ações de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento materno A cor é uma referência ao “padrão ouro” de qualidade do leite materno.

Para marcar o mês, a Maternidade Mariana Bulhões, em Nova Iguaçu, realiza, entre os dias 12 e 27, uma série de ações com o objetivo de reforçar a importância do aleitamento materno e do apoio da família neste momento de conexão entre mãe e bebê. As atividades começam na segunda-feira (12), com o ‘Dia de Beleza’, com serviço de corte de cabelo, sobrancelhas, penteados e unhas que serão oferecidos às pacientes internadas por voluntários da Capelania Materno Infantil. Na terça-feira (13), profissionais do Comitê de Aleitamento Materno realizam palestras informativas e educativas com o tema “Empoderar mães e pais em favor da amamentação”, criado pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA, em inglês), explicando a mães, gestantes e familiares o papel da família no ato de amamentar, com foco no aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida do bebê, prolongando até, pelo menos, os dois anos. Na quarta (14), acontece a oficina de pintura em gestantes e uma apresentação de voluntários do Bonde da Amamentação, com músicas alusivas ao aleitamento materno.

Em média 600 bebês nascem por mês na Maternidade Municipal Mariana Bulhões (MMMB), destes, cerca 80% - 480 recém-nascidos – recebem o leite materno ainda na primeira hora de vida. Esse estímulo garante uma série de benefícios para a saúde da criança e fortalece o vínculo entre mãe e bebê. Em 2018, a unidade conquistou sua quarta recertificação de Hospital Amigo da Criança, por apoiar, promover e orientar o aleitamento materno.

“Incentivamos o aleitamento com orientações durante as consultas de pré-natal e no momento do parto encorajamos a mulher a amamentar o recém-nascido na primeira hora de vida, fortalecendo assim o vínculo mãe e bebê.”, destaca o secretário municipal de Saúde, Manoel Barreto. “O leite materno é o único alimento com a quantidade necessária de nutrientes que são importantes no desenvolvimento da criança e no combate a infecções e problemas respiratórios comuns na infância”, completa.

O fechamento das ações do ‘Agosto Dourado’ será com uma capacitação para os profissionais da Maternidade, nos dias 26 e 27, sobre aleitamento materno. O treinamento é uma das exigências do Ministério da Saúde para as unidades que possuem o selo de “Amigo da Criança”. “Os nossos profissionais trabalham muito em cima da importância do leite materno, que além de proteger mãe e bebê, também é um ato de amor. Os profissionais vão receber treinamento sobre a posição do bebê no momento de amamentar, orientam pais e familiares sobre o aleitamento exclusivo até os seis meses de vida, e depois, que a mãe continue a dar de mamar até os dois anos da criança”, explica a enfermeira coordenadora do Comitê de Aleitamento Materno, Gemima Pestana.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o leite materno reduz em até 20% a mortalidade em crianças de até cinco anos. O alimento deve ser o único dado aos bebês até os seis meses de vida pelo alto valor nutricional e por ajudar a diminuir o risco de doenças como a hipertensão, diabetes e obesidade. Após completar seis meses, recomenda-se que o aleitamento continue até pelo menos os dois anos associado a uma alimentação complementar.