Câmara de Nova Iguaçu aprova, em 1ª discussão, a diminuição do número de vereadores - Correio da Lavoura

Últimas notícias

11 de abr de 2019

Câmara de Nova Iguaçu aprova, em 1ª discussão, a diminuição do número de vereadores

O presidente Felipinho Ravis e demais membros da Mesa Diretora na condução dos trabalhos da Casa

Foi aprovado em 1ª discussão, por unanimidade, na noite da última terça-feira, dia 9, projeto de autoria do vereador Fábio José de Freitas Santos, Fabinho Maringá (MDB), que reduz de 17 para o 11 o número de vereadores na cidade de Nova Iguaçu. A proposta de emenda à Lei Orgânica Municipal, que em seu artigo 34, parágrafo 2º, trata sobre este tema, foi justificada por Maringá como uma necessidade do enxugamento da máquina administrativa aliada a um aumento de produtividade.

O vereador Fabinho Maringá defende a redução de  cadeiras na CMNI
“Com a atual crise política e econômica que nosso país vem atravessando, se faz necessário nossa adequação a esta realidade social. Essa diminuição irá permitir a devolução de parte dos repasses recebidos pela Câmara à Prefeitura, para aplicação em ações de grande impacto social, como, por exemplo, no atendimento às unidades de saúde e construção de novas creches”, explicou Fabinho.

A população atenta nas votações
Dos 17 vereadores de Nova Iguaçu, 16 estavam presentes na hora da votação. O vereador Renato Gomes Corrêa, Renato do Mercado (DEM), teve que se ausentar da sessão para socorrer um parente que estava com problemas de saúde. O texto foi encaminhado para as Comissões Permanentes que irão emitir parecer. Após os pareceres, será colocado em 2ª e última votação. São necessários 12 votos para ser aprovado em definitivo.
 

Projeto do vereador Carlos Alberto Curi Chambarelli, Carlão Chambarelli (PTB), que tratava do mesmo assunto, propondo a diminuição de 17 para 15 cadeiras, foi retirado de pauta através de requerimento do autor.